À MARGEM DA LINHA

Paulo Rodrigues maneja a língua de forma invejável, afirmou o escritor Raduan Nassar sobre À margem da linha, livro de estreia do paulistano Paulo Rodrigues, que consquistou o Prêmio APCA como escritor revelação, em 2001, ano em que o livro foi publicado pela Cosac Naify. No romance, um menino de dez anos e seu irmão um pouco mais velho fogem de casa e saem pela estrada em busca do pai desaparecido. Em sua peregrinação, defrontam-se com os dilemas básicos da condição humana. O livro ganhou, ainda, edições em Portugal, pela editora Temas e Debates (2005), e na Espanha, pela catalã Edicions del Salobre (2006). "À margem da linha une paisagens internas e externas, como metáforas e como coisas em si mesmas, para pintar o retrato da condição humana", afirmou Julio Bittencourt Gomes.