EXALTAÇÃO

Romance de estreia da escritora, publicado em 1916, Exaltação causou impacto na sociedade da época. O amor de Ladice pelo poeta Teófilo não seria ousado e proibido se a protagonista já não fosse casada. O tabu do adultério é tratado no livro de forma espontânea e não poupa os leitores de pitadas sutis de erotismo. A parceria entre a Gradiva Editorial e a Fundação Biblioteca Nacional apresenta aos leitores este romance feminista de grande sucesso, que gerou seis reedições no século XX, mas há muito estava esgotado.