MONDRIAN - A DIMENSÃO HUMANA DA PINTURA ABSTRATA

Durante muito tempo as pinturas abstratas foram vistas como composições matemáticas e, por isso, desprovidas de qualquer sensibilidade artística. Neste pequeno volume, Meyer Schapiro mostra o equívoco desse juízo por meio do estudo de um dos precursores da arte abstrata, o holandês Piet Mondrian (1872-1944).