O ATOR E A CÂMERA*

Entregas para o CEP:
Meios de envio
  • Livraria e Editora Scriptum Rua Fernandes Tourinho, 99, Belo Horizonte (MG)
    Grátis
encenador chegue onde quer, ele precisa ter a liberdade de improvisar, de se desviar do caminho programado, de se sentir livre diante do impremeditável encontro no set. Saber qual ator vai acompanhá-lo nessa jornada e qual gramática deverá usar vai ajudá-lo a compreender e usufruir de alguns vários instantes que o conhecimento objetivo não consegue definir. O ator, por sua vez, se sentirá amparado, orientado e confiante para se arriscar na frente da câmera, sem se conSabe-
Sabe-se que toda obra de arte é uma interpretação objetiva de uma
realidade desembaraçada ou não do real, mas também uma soma de
subjetividades que se encontram e que se contaminam. Assim, para
que o encenador chegue onde quer, ele precisa ter a liberdade de
improvisar, de se desviar do caminho programado, de se sentir livre
diante do impremeditável encontro no set. Saber qual ator vai acompanhá-lo nessa jornada e qual gramática deverá usar vai ajudá-
lo a compreender e usufruir de alguns vários instantes que o
conhecimento objetivo não consegue definir. O ator, por sua vez, se
sentirá amparado, orientado e confiante para se arriscar na frente da
câmera, sem se constranger diante desse olho frio que o perscruta e
deseja.
 
 
 

Sobre o autor
Rafael Conde é doutor em Artes Cênicas pela Universidade Federal do
Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). É professor da Escola de Belas
Artes da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Entre seus
trabalhos como diretor, destacam-se os filmes: Uakti: oficina
instrumental, A hora vagabunda, Françoise, Samba-canção, Rua da
amargura, A chuva nos telhados antigos e Fronteira, premiados e
exibidos no Brasil e no exterior.
*Produto danificado na capa