O TEMPO E O OBJETO NA CLÍNICA PSICANALÍTICA COM CRIANÇAS - CLÍNICA PSICANALÍTICA COM CRIANÇAS VOL 1

Entregas para o CEP:
Frete grátis a partir de Meios de envio
  • Livraria e Editora Scriptum Rua Fernandes Tourinho, 99, Belo Horizonte (MG)
    Grátis

A construção proposta sob o título O tempo e o objeto na clínica psicanalítica com crianças demonstrou-se complexa em todo seu percurso, uma vez que os termos envolvidos – a criança, o objeto e o tempo – erigem cada um deles um edifício próprio para sua sustentação, fazendo-se necessária uma descrição das maneiras como se engendram esses termos na clínica psicanalítica com crianças. A psicanálise revela que a infância inaugura um tempo de encontro do sujeito com suas perguntas fundamentais sobre o sexo e a existência. Freud pode escutar em sua clínica, a criança que existe no adulto, a neurose infantil que emerge na fala do sujeito e em sua conduta, que repete o que não pode ser rememorado. A clínica psicanalítica testemunha os obstáculos encontrados pelo sujeito no caminho da satisfação de seu desejo, pela via do objeto. O objeto a é, legitimamente, uma invenção de Lacan: nem tudo em análise será transformado em palavras. Há algo que resiste à significação, o objeto a, que é então reduzido a uma função lógica de representar o que não pode ser representado.
Assim, o objeto não é um dado a priori, ele terá que ser construído no interior da experiência psicanalítica – eis um dos desafios para os psicanalistas de crianças.